sábado, 7 de janeiro de 2017

RUA DR. MASCARENHAS: Quem foi o Dr. Mascarenhas?




Francisco de Araújo Mascarenhas nasceu em 28 de janeiro de1867, em Campinas, mas foi registrado em 1868. Era filho de João de Paula Mascarenhas e Manoela Araújo Oliveira Rozo. Casou-se em 1902 com Ernestina Soares (a Titina - 1884-1950) descendente dos Barões de Paranapanema. Foi médico, veterinário e político, no entanto, foi na medicina que se destacou, ganhando admiração da população campineira.

 
 
 


Especializou-se no atendimento das crianças e engajou-se neste propósito com verdadeira devoção. Admirado por suas atuações no cenário infantil, o Dr. Mascarenhas era conhecido por sua grande modéstia, bondade e solicitude. Tornou-se sinônimo de caridade aos olhares sociais por sua iniciativa de zelar pelas crianças pobres, tal como fazia pelas crianças ricas. Atendia a todas com o mesmo sorriso acolhedor e gesto gentil, pois era despido de ambição e vaidade.
 

 
 

Em um de seus aniversários, recebeu como presente um automóvel comprado através da iniciativa das crianças, que arrecadaram, junta à população, uma importância em dinheiro de CR$ 30 mil, necessária para a aquisição do veículo. O carro da marca “Berliet”, oferecido em nome das crianças de Campinas, serviu para o Dr. Mascarenhas atender seus clientes nos arrabaldes e subúrbios, pois dentro da cidade ele preferia sempre andar a pé.

 
 
 

 
Na política, o Dr. Mascarenhas elegeu-se vereador e ocupou o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Campinas durante várias legislaturas. Também foi intendente (administrador público da época) de 1905 a 1906 e de 1906 a 1908.

 

 
 

Neste tempo, aliou-se ao grande vulto popular de prestígio e coragem, Álvaro Ribeiro, e ambos iniciaram uma grande campanha a favor da fundação de um hospital exclusivamente para crianças pobres, o Hospital Álvaro Ribeiro, que durante muito tempo esteve presente na Rua São Carlos, na Vila Industrial, e cumpriu o programa traçado pelos seus inesquecíveis e beneméritos fundadores.




O Dr. Mascarenhas dedicou sua vida, sobretudo, ao seu propósito de socorrer aos necessitados e aflitos, amando e servindo as crianças, às quais no início de sua carreira profissional, ele se dirigiu com aquele preceito sublime do Evangelho: “Vinde a mim as criancinhas”.




O Dr. Mascarenhas morreu pobre, no dia 20 de setembro de 1946 e foi sepultado no Cemitério da Saudade, em uma humilde campa.



A Rua Dr. Mascarenhas recebeu este nome em 1923. Anteriormente, chamava-se Rua 7 de Dezembro, para marcar o dia em que foi inaugurado o templo de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Campinas.
 


Essa rua tem em seus limites as ruas Saldanha Marinho e a Avenida Lix da Cunha, e cruza a movimentada Avenida Andrade Neves.




Em seu percurso, encontram-se muitas construções residenciais antigas, algumas funcionando como pensões. Há também a presença de imóveis comerciais, hotéis, clínicas e duas pontes da extinta Companhia Mogiana de Estradas de Ferro.



Fontes:
Historiador Lucas Camargo
 
ALEXANDRE CAMPANHOLA

Nenhum comentário:

Postar um comentário